Arquivo | A herança de Ana Bolena RSS feed for this section

A herança de Ana Bolena

27 jul

“Eu não sou louca. Posso ser idiota, e posso ser muito ignorante (apesar de estar aprendendo francês, voilà!), mas pelo menos não acho que se, diante do arcebispo, dizer “aceito”, isso não valha nada depois de seis meses. Mas vejo que vivo em um mundo que é governado por um louco e por seus caprichos. Além disso, ele é o rei e o chefe da Igreja, e Deus fala com ele diretamente, portanto se diz que é assim, quem vai contradizê-lo?
Não eu, de qualquer maneira. Posso ter lá minhas idéias (por mais estúpidas que tenho certeza que são), mas sei que o rei é maluco e que o mundo inteiro é maluco. A rainha agora vai ser sua irmã, e eu serei sua esposa e nova rainha. Serei a rainha da Inglaterra. Eu, Kitty Howard, vou me casar com o rei da Inglaterra, e serei rainha!”

A herança de Ana Bolena

Em 1539, toda a corte dos Tudor encontra-se apreensiva. Henrique VIII está doente e envelhecido, e tem apenas um herdeiro, o pequeno Eduardo, de 3 anos de idade. O soberano inglês precisa de uma nova consorte. No entanto, as três mulheres que freqüentaram o leito real sofreram ao lado do poderoso monstro.
Interessado em estreitar as relações com a Alemanha – e por extensão alijar a França e a Espanha do tabuleiro político -, Henrique VIII negocia um novo casamento, com Ana de Cleves, a qual conhece apenas por uma tela do pintor Hans Holbein. Escolhida para ostentar a coroa inglesa, a jovem consorte pressente que a corte mais se parece com uma armadilha prestes a se fechar ao seu redor.
Enquanto isso, Catarina Howard, dama de companhia de Ana de Cleves, tem a consciência de que sua beleza é notada por todos os homens –e está disposta a seguir os passos da prima Ana Bolena e ocupar o lugar ao lado de Henrique VIII.
Porém, se há uma mulher que deseje o poder a qualquer custo, esta é Jane Bolena. Seu passado tem o gosto amargo de deslealdade e morte. Viúva do irmão de Ana Bolena, viu o marido e a cunhada serem executados por traição. Agora, ela tem um único objetivo na vida: manipular o destino da nova rainha e ser, dos bastidores, a mulher mais poderosa da Inglaterra.

Philippa Gregory, consagrada autora de romances históricos, mais uma vez constrói uma trama inesquecível, sobre três jovens mulheres que desejavam a glória de pertencer à corte de Henrique VIII, um dos soberanos mais populares de todos os tempos.

——————————————————————————————–——————–
Nome do Livro no Brasil: A herança de Ana Bolena
Nome Original: The Boleyn Inheritance
Escrito por: Philippa Gregory
Publicado no Brasil em: 2008
Editora: Record
Nº de Páginas: 459
Capa original:

Anúncios