Arquivo | Ei. Professor RSS feed for this section

Ei, Professor

28 jul

“Todo mundo sabe que no cais ou nas plataformas de desembarque ou em qualquer parte nunca se deve deixar que xinguem a mãe da gente. Garotos já sabem disso desde a hora em que aprendem a falar. A gente pode até nem gostar da mãe, mas isso não importa. Os outros podem falar o que quiserem de você, mas xingar a mãe é passar dos limites e se a gente deixar por isso mesmo vai perder todo o respeito. Se a gente precisar de alguém pra ajudar com a carga na plataforma de desembarque ou no cais vão dar as costas para a gente. Você não existe. Não vão nem partilhar com você um sanduíche de salsicha de fígado de porco na hora do almoço. Se você estiver vagando pelo cais e pelos armazéns e vir alguém comendo sozinho pode ter certeza de que ele está na pior, é alguém que tolerou insultos contra a sua mãe ou furou greve e rompeu um piquete. Um fura-greve pode ser desculpado depois de um ano mas nunca se perdoa a um homem que deixou que xingassem a sua mãe.”

Ei, Professor

Agora eis aqui o tão aguardado livro de McCourt no qual ele conta como seus 36 anos de carreira no magistério agendaram seu segundo ato como escritor. Ei, Professor é também um tributo pungente a todos os professores. Com uma prosa ousada e vivaz, em que se destaca seu humor irreverente, com uma franqueza tocante, McCourt registra as tentativas, os triunfos e as surpresas com que se deparou em escolas públicas na cidade de Nova York.

Ao lançar mão de métodos que nada têm de convencionais, McCourt cria um impacto por meio de tarefas imaginativas (orienta uma turma a redigir “Um pedido de desculpas de Adão ou de Eva para Deus”), músicas (nas quais a lista de ingredientes de uma receita toma o lugar da letra original) e passeios (imagine levar 29 garotas agitadas para um cinema em Times Square!).
McCourt luta para encontrar o caminho correto nas aulas e consome as noites bebendo nas aulas e sonhando em um dia pôr no papel sua própria história. Em Ei, Professor vemos McCourt demonstrando sua incomparável habilidade para contar uma história magnífica enquanto, cinco dias por semana, cinco aulas por dia, se esforça para prender a atenção e ganhar o respeito de adolescentes indisciplinados, sobrecarregados de hormônios ou indiferentes.

Para McCourt, contar histórias é em si mesmo a fonte da salvação e, em Ei, Professor, a viagem para a redenção – e para a glória literária- é uma aventura muito divertida.

——————————————————————————————–——————–

Nome do Livro no Brasil: Ei, Professor
Nome Original:  Teacher Man
Escrito por: Frank MacCourt
Publicado no Brasil em: 2006
Editora:  Intrinseca
Nº de Páginas: 265

Capa original:

Anúncios